Escolha

Até em coisa ruim se tem coisa boa. E é somente dedicando tempo e esforço que mesmo em situações de desconforto melhores resultados podem ser atingidos se feitas as devidas escolhas. Os votos Branco/Nulo/Abstenção tem aumentado e não necessariamente por protesto, mas sim por “preguiça” ou falta de cidadania de não dedicar algum tempo “investigando” qual a melhor opção ou, que seja, qual a “menos pior” entre elas.

Obrigado

capa livro O CandidatoAgradecimento está entre um dos vários sentimentos que uma campanha eleitoral e seu resultado podem propiciar. Saber que cada voto incorporou mais um “jogador”, companheiro e cidadão neste time que estava fundamentado numa campanha cujo objetivo era a ética, a lisura, o respeito e a proposição de levar para a política o melhor que a sociedade deseja, seu bem estar e desenvolvimento, é além de gratificante, um sentimento de responsabilidade assumida, por livre e espontânea vontade, a qual em tese poderia ter passado indiferente se não a fizesse.

A exposição pessoal, em todos os sentidos, é abrir mão da liberdade individual, esta qual não volta mais. Todos sabem o que penso, o que faço, o que tenho… e ainda não sei dimensionar o que isto representa e quais serão seus efeitos, mas certamente estou acometido da satisfação de que, se morrer amanhã, teria atuado ativamente na busca de melhorias através de uma das ferramentas disponíveis, a Constituição Federal através do processo eleitoral.

Muitos foram os aprendizados, e estes serão externados através do livro O Candidato e a Campanha de 500 Dólares, que pretendo publicar neste Dezembro. Motivação, ocorrências, alegrias, desapontamentos e aprendizados sobre o sistema eleitoral, o comportamento dos colaboradores, dos eleitores, do partido e candidatos, e tudo o que possa eu possa contribuir para auxiliar ao interessado em campanha eleitoral ou política aprender, sem necessariamente passar pela experiência pessoal.

Como todas as experiências na vida, o mais importante é sempre o aprendizado e o desenvolvimento que vem deste.

#novo30curitiba #emiliocaldeira #novo30

CNPJ de candidato 25.555.762/0001-85

NÃO SOU POLÍTICO

Eu, TODOs os candidatos e TODOs os membros do Partido NOVO somos profissionais de mercado que estão dispondo de seus esforços e tempo para tentar ORGANIZAR e FISCALIZAR o setor público dentro das regras, ou seja, participando da política democrática através das eleições almejando aplicar os melhores conceitos de gestão, transparência e controle com ética e capacitação.

NÃO temos coligações, pois em Curitiba nenhum partido possui 100% de candidatos “ficha limpa” ou tenham no passado cumprido suas promessas de campanha. Não indicamos nenhum prefeito de outros partidos pelo mesmo motivo.

SOMOs apenas 19 candidatos a vereador, pois apenas estes dentre os mais de 50 inscritos foram aprovados nas avaliações escrita, vídeos, entrevista e avaliação de currículo… ou seja… embora fosse mais fácil concorrer com 50 para arrecadar mais votos e conseguir cadeiras na câmara, não se abriu mão da ética e da qualidade em função dos príncípios que defendemos.

NÃO temos candidato a prefeito porque nenhum que se candidatou foi aprovado nas avaliações.

SIM, somos diferentes aos tradicionais políticos.
NÃO, não somos diferentes dos cidadãos de bem que querem eficiência, eficácia, decência e ética na política e na gestão pública.

Sim, somos novos
Sim, somos NOVO
Sim, somos como você

Navegue no meu site, conheça o NOVO, conheça minhas propostas, conheça meu currículo… e se confiar em minha capacitação e comprometimento… ajude a divulgar. Curitiba e o Brasil precisa que nós cidadãos comuns tomemos o poder de quem só trabalha para benefício próprio.

ORDEM E PROGRESSO

…vem de disciplina e meritocracia

A intenção não é fazer apologia ao militarismo, mas sim que este é um excelente exemplo, que tanto nos esportes como nos colégios militares conseguem ótimos desempenhos porque não existe “cotas”, mas sim que todos são iguais nas oportunidades, sendo que quem se destaca, se aplica, se submete, se organiza… é quem colhe vitórias fruto da ordem e do seu progresso.

Os diretores dos colégios municipais deveriam ter autonomia respaldadas por lei para atividades extras, educacionais e financeiras, de forma a personalizar e desenvolver escola e alunos de acordo com as demandas locais de sua comunidade.

Vote Emilio 30.500
Sou do partido Novo… o partido político sem políticos

#emiliocaldeira
‪#‎emilio30500‬

Captura de Tela 2016-08-17 às 08.25.42

CASTRANDO quem morde nosso dinheiro

Experiências pessoais sempre nos dão um “puxão de orelhas” para acordarmos para algumas situações, tanto para a situação em si como para a amplitude do que nos cerca.

Após precisar de uma vacina, um posto de saúde me informou que está em falta em todo o Brasil e que, dado o racionamento,  apenas atenderia casos de alto risco. Na hora veio aquele “mix emotion” ao lembrar dos absurdos montantes desviados identificados na Lava Jato, e das reportagens jornalísticas mostrando a crise no setor hospitalar e saúde geral no Brasil. Estão mordendo nosso dinheiro! Vamos castrar para acalmar e para não procriarem.

O vídeo dá uma sugestão do que fazer…

PARTIDO NOVO?

O novo partido NOVO foi homologado pelo TSE em Setembro de 2015, tendo sido fundado por 181 cidadãos de 35 profissões diferente (nenhum político) em Fevereiro de 2011. Sendo novo e pequeno, sua base financeira vem primariamente da mensalidade dos filiados e da arrecadação em alguns eventos, recursos os quais estão sendo usados em sua estruturação.

Internamente usa dos princípio e técnicas de gestão de empresas as quais gostaríamos de ver também nos órgãos públicos. Apenas dois exemplos:

  • Todo o sistema de filiação é eletrônico (cadastro e pagamento)
  • Os interessados em candidatar-se para eleições passam por avaliações teóricas, apresentação em vídeo e entrevista pessoal, necessitando de requisitos mínimos para avançar em cada etapa até sua aceitação.

Como não temos propagandas em meios de comunicação de massa, o NOVO ainda não é conhecido pela população em geral e é comum a quem coloca a logomarca em seu perfil das redes sociais ser questionado sobre o significado.

Para atender aos meus amigos e seguidores produzi este vídeo com uma primeira introdução do que é o NOVO.

Educação + Política = Desenvolvimento

Destaco 3 “modelos” diferentes de sistemas básicos de educação:
– Coreia do Sul: ótimo ensino médio com viés capitalista
– França: ótimo ensino médio com viés socialista
– EUA: fraco ensino médio com viés capitalista
 
A diferença prática é que a Coreia possui o maior crescimento do PIB e maior inclusão da população com ganhos sociais adquiridos pela produtividade do próprio cidadão.
 
Na contra-mão a França, embora com bom ensino médio, possui o menor crescimento do PIB e atualmente com prejuízo de produtividade pelas greves na busca de manter seu sistema insustentável de benefícios do governo.
 
Já os EUA compensa seu ensino médio medíocre com política. Seu desenvolvimento de tecnologia em quase todos os segmentos mantém-se na vanguarda graça à importação de gênios. As universidades que possuem campus de pesquisas e empresas de ponta possuem equipes de “garimpagem de gênios” que, uma vez identificado, fazem contato com o pretendente e tendo seu aceite dão entrada no Departamento de imigração solicitando o visto H1B.
 
O Brasil? Ah Brasil… faz tudo errado. Tem um ensino médio medíocre, com viés socialista, não investe em centros de pesquisa de tecnologia e não retém os gênios no país. O resultado é a falta de perspectiva de tornar-se um gerador de valor agregado e manter-se como um fornecedor de commodities como soja e minério de ferro.
 Captura de Tela 2016-06-06 às 11.00.14